Baixe agora o aplicativo da Câmara de Barreiras no seu smarthphone!

Disponível em:

Fechar

Horário de atendimento: Das 07h00m às 13h00m

Última Atualização: 19/01/2017 às 04h21m39s

NOTÍCIAS

Publicado em 15/06/2016 às 10:34

Tribuna Popular recebe Diretora do NRE 11

tribuna

A Tribuna Popular da quarta-feira (15/06) foi ocupada pela Professora Maria Aparecida Vasco das Chagas, Diretora do NRE11, a convite da Mesa Diretora da Câmara Municipal para prestar esclarecimentos acerca de pontos relevantes sobre as ações do órgão bem como sobre os avanços e as deficiências na educação da rede Estadual de Educação da Bahia ofertada no Núcleo Regional de Educação – NRE 11, da Bacia do Rio Grande.

Em sua fala a Profª Maria Aparecida Vasco, iniciou com uma análise situacional do Núcleo que atende 14 municípios com 37 escolas da rede no oeste baiano e sobre a questão da mudança da DIREC para o NRE 11, pelo pensamento da educação voltada para a valorização das culturas regionais e mudança estrutural dos municípios.

Em tempo mencionou os Projetos Estruturantes que compõem o projeto maior do Estado, desenvolvido em todas as unidades escolares da rede, com projetos desenvolvidos com objetivo de estimular o protagonismo juvenil, bem como ajudar que o estudante assuma dentro do espaço escolar o exercício de cidadania.

A diretora do NRE 11 enalteceu ainda sobre os encontros de coordenadores, as eleições para gestores das unidades, os encontros de gestores em 2016 para juntos discutirem todo trabalho pedagógico que norteia a educação nas escolas da rede, que destacou ainda o envolvimento dos colegiados. Falou também sobre o Centro Juvenil de ciência e cultura que funciona na sede do Folk Rocha com realização de oficinas com os estudantes.

Sobre as carências e demandas, Maria Aparecida falou sobre a falta de professor em algumas das escolas da rede, ressaltando no momento atual que enfrenta desafios e que são históricos, sempre houve carência e que a questão da não autorização de contratação de pessoal para serviços temporários é um dos entraves, bem como a carência de professores formado nas diferentes disciplinas, algumas vagas são constantemente preenchidas pelo IEL e agora a própria secretaria não está autorizada a fazer preenchimento da carência, mas que reunião com o Secretário Estadual de Educação e com o Governador esta semana, houve espaço para falar das demandas e que há esperança para solução dos problemas atuais. Destacou ainda que todos os setores da educação passam por dificuldades em responder as demandas.

Após a fala da Professora Maria Aparecida, o presidente da Câmara garantiu a participação dos colegas vereadores que fizeram alguns questionamentos como, a situação da escola no Posto Cerradão, em que foi suspendida a oferta de ensino, e que os alunos precisam se deslocar para estudarem em Barreiras, com uma distância de 70 km; que dentro de 15 anos foi construída escola em Barreiras da rede estadual; que falta escola para ensino médio nos bairros a exemplo do bairro Santa Luzia sendo que os alunos precisam se deslocar para escolas no centro da cidade. Falaram ainda do compromisso com os 200 dias letivos, que serão prejudicados por conta da falta de pessoal desde os serviços gerais a professores.

Em suas considerações Maria Aparecida fez esclarecimento sobre a Escola do Posto Cerradão que as mudanças foram para reestruturação e que os alunos estão atendidos por intermediação tecnológica ligada ao NTE.

Na sessão outros assuntos foram também debatidos. Vereadores falaram sobre o dia 15 de junho, Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa e faz apelo para a sociedade e os empresários ajudarem as instituições de amparo a Pessoa Idosa de modo especial o Abrigo dos Idosos mantido pela Diocese de Barreiras, e todo cidadão deve denunciar casos de maltrato contra pessoas idosas.

Fundação Paulo Machado, fundada pelos componentes da Loja Maçônica que tem como objetivo apoiar escolas públicas e contribuir com melhorias da cidade, foi mencionada por vários vereadores. Falaram ainda da precariedade da área da saúde, sendo que os gastos exorbitantes sem visibilidade de serviços, as pessoas são empurradas de uma unidade para outra, Hospital 24 horas a ser transformado no Hospital da Criança, outra situação crítica. “Há a necessidade do Hospital da Criança, sim, mas não justiça ter que acabar com o 24 horas, o que deveria era construí-lo em outro local.

No final da sessão, mais uma vez o presidente da Câmara convida a população a acompanhar as notícias do Poder Legislativo de Barreiras através da transmissão pelas emissoras de rádio e pelo Canal 4.1 da TV Câmara de Barreiras.

Ascom – Câmara Municipal de Barreiras

Av. Clériston Andrade, nº 1353, Centro / CEP - 47800 - 000
Fone: 77 3611.9600 / Fax: 77 3611.9628
E-mail: ascom@cmbarreiras.ba.gov.br