Câmara de Vereadores convoca secretário para falar sobre situação da Saúde no município

A sessão desta terça-feira, 20, contou com a participação do secretário de saúde de Barreiras, Anderson Vian, que foi convocado pela Casa para prestar esclarecimentos sobre o trabalho desenvolvido no município, em virtude de solicitações feitas pela população que faz questionamentos sobre a oferta de serviços.

Durante a sessão os vereadores fizeram perguntas referentes ao funcionamento da Unidade Básica de Saúde Emily Raquel e do Hospital Eurico Dutra, e quiseram saber sobre a marcação de consultas e exames; o número de cirurgias destinadas aos pacientes e o motivo das filas de espera; a pactuação entre municípios; a dificuldade em atender pessoas que não pertencem a determinado Posto de Saúde da Família, caso haja necessidade; a falta de agente de portaria na Unidade de Pronto Atendimento (UPA); cadastramento do cartão do SUS e como está a participação do município no auxílio às pessoas que têm câncer e que precisam de atendimento fora do domicílio.

O Secretário Anderson Vian, fez uma explanação mostrando os investimentos feitos pela atual gestão usando recursos federais, estaduais e recursos próprios do município. De acordo com ele, o atendimento básico correspondente a 2017 foi superior aos três últimos anos da administração anterior. Hoje a cobertura da atenção básica, que era de 39,93%, chega a 63,28%, e a meta da Secretaria de Saúde é ampliar os números em mais 5% até o final do ano. No primeiro quadrimestre de 2019 foram investidos cerca de 15 milhões de reais na saúde, o que representa uma aplicação de 18% dos recursos destinados para os gastos na área, mais do que o previsto em lei, que são 15%.

O secretário também fez um balanço da produção ambulatorial, referindo-se às ações de promoção e prevenção à saúde; procedimentos clínicos e cirúrgicos e distribuição de medicamentos, onde foram gastos mais de 1 milhão de reais, e mostrou os investimentos feitos em produção hospitalar que também refere-se a procedimentos clínicos e cirúrgicos, por exemplo. Detalhou os mutirões de cirurgias e assistência farmacêutica. Informou ainda números da Vigilância Sanitária e Epidemiológica.

Sobre o Hospital Eurico Dutra, Anderson Vian afirmou que a Unidade está funcionando, inclusive, foi equipada com mais 10 leitos. Já a Unidade Básica de Saúde Emily Raquel ampliou a capacidade de atendimento para 17 mil pessoas por mês, incluindo crianças, adultos e idosos. Para ele, este foi um grande avanço porque atualmente são oferecidos atendimentos clínicos, odontológicos, preventivos e pré-natal.

O secretário encerrou a exposição falando das metas que a gestão pretende alcançar até o final do ano. Dentre elas estão: ampliação em 30% da oferta de exames laboratoriais; aquisição de móveis e equipamentos para atender a gestão do SUS, programas da Atenção Básica e programas vinculados a atenção especializada, além de aumentar a oferta dos serviços especializados de saúde bucal.

  • Compartilhe: