Câmara de Barreiras aprova projetos que vão beneficiar diversos bairros com obras de infraestrutura

Durante a sessão desta terça-feira, 23, os vereadores aprovaram os projetos 016 e 017/2018, de autoria do Poder Executivo, que solicitou autorização do Legislativo para que a Caixa Econômica Federal faça análise de risco junto ao município comprovando a capacidade de pagamento de valores a serem contratados para investimentos em obras de infraestrutura.

A Câmara considerou as matérias importantes para a melhoria da qualidade de vida da população que espera ansiosa por serviços de infraestrutura, a exemplo dos moradores dos bairros Santa Luzia, Morada da Lua e Loteamento Rio Grande, que vão ser beneficiados com obras de drenagem, pavimentação e calçadas. Este planejamento faz parte do projeto 017/2018 que será executado com a quantia de R$ 21 milhões. O dinheiro servirá também para a elaboração do Plano de Mobilidade Urbana.

Os recursos são disponibilizados pelo Ministério das Cidades, via Caixa Econômica Federal, e a maioria dos vereadores disse que a Câmara estará sempre disposta a colaborar com o desenvolvimento da cidade – em prol de cada cidadão, e que os projetos votados vão alavancar o crescimento do município. Os R$ 21 milhões que serão destinados aos bairros Santa Luzia, Morada da Lua e Loteamento Rio Grande tiveram a aprovação de 17 vereadores, incluindo os votos dos vereadores Marcos Reis e Nereu do Gás, da oposição.

Já o projeto 016/2018 pede a contratação de empréstimo no valor de até R$ 70 milhões. É uma linha de Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento, destinada a obras de pavimentação nova, recapeamento de vias e drenagem em bairros e povoados, além da construção e recuperação de praças. A prefeitura vai poder investir, após aprovação da Caixa, aonde achar necessário. O projeto 016/2018 foi aprovado por 14 votos a favor e 05 contra.

“A população quer ser beneficiada com serviços e a Câmara não pode ser empecilho para o desenvolvimento, como já dissemos. Os projetos vão levar não só qualidade de vida, mas também vão gerar emprego e renda para a nossa sociedade, o que também estamos precisando”, disse o presidente Gilson Rodrigues.

  • Compartilhe: