Bombeiros civis de Barreiras buscam apoio da Câmara de Vereadores

No mês de abril do ano passado, a Câmara de Vereadores aprovou o projeto de Lei encaminhado pelo Executivo que normatiza as atividades exercidas pelos bombeiros civis, voluntário e municipal, e sua obrigatoriedade nos estabelecimentos onde haja grande circulação de pessoas. A Lei 1.203 foi sancionada, mas não foi colocada em prática. Os bombeiros compareceram à sessão desta terça-feira, 20, e pediram ajuda da Casa para que a lei seja aplicada, já que existe um bom número de bombeiros treinados, prontos para exercer a função.

A Câmara de Vereadores, sensibilizada com a situação dos bombeiros civis se comprometeu a interceder junto ao Executivo para que a Lei 1.203 seja colocada em prática. O destaque para a importância do trabalho dos bombeiros começou pelo pronunciamento feito pelo vereador João Felipe. “A lei precisa ser cumprida porque as pessoas fizeram investimentos para conseguir a profissão e para ter o reconhecimento. A gente não pode permitir que isto continue. O município precisa colocar em prática, assim como as empresas privadas, que também tem que contratar os bombeiros civis para os eventos, principalmente pela segurança que é oferecida aos que frequentam os espaços de festas”, afirmou.

A defesa pela aplicabilidade da lei foi unânime. De acordo com o projeto do Executivo, os bombeiros civis, são agentes que devem exercer função remunerada e exclusiva de prevenção e combate a incêndios, e serem contratados por empesas privadas ou públicas. A lei determina que qualquer área pública ou privada que tenha circulação de mais de 1000 ( um mil) pessoas por dia, devem ser atendidas por bombeiros civis. Dentre os espaços que exigem a presença dos profissionais estão: casas de shows e espetáculos; supermercados; campus universitários e empresas instaladas em imóveis com área superior a 3.000m2.

  • Compartilhe: